No último post vimos como funciona a organização de uma orquestra sinfônica. Agora falaremos sobre os intervalos musicais.

A classificação de intervalos obedece a distância existente entre duas notas musicais. Assim podemos definir que um intervalo musical é a distância de altura entre dois sons musicais, tanto do ponto de vista puramente auditivo quanto do ponto de vista gráfico (da notação musical).

Os intervalos podem ser classificados de acordo com o tipo de textura musical: Intervalo melódico é formado por duas notas sucessivas e pode ser ascendente ou descendente. Ainda pode ser formado ou não por intervalo conjunto (são notas consecutivas) ou disjunto (notas não consecutivas). Intervalo harmônico é formado por duas notas simultâneas. Intervalos simples e compostos: os intervalos simples são os que estão contidos no âmbito de oito notas, ou seja, uma oitava. Já os intervalos compostos são aqueles que extrapolam o âmbito de oito notas consecutivas, ou uma oitava.

Classificação dos Intervalos

A classificação dos intervalos é feita de acordo com o número de notas contidas no intervalo. Por exemplo, dó–ré é classificado como uma 2 a pois contém duas notas; sol–ré, é classificado como uma 5 a pois contém cinco notas. Devemos lembrar que para a classificação dos intervalos não consideramos acidentes os acidentes aplicados a cada nota ou diferentes claves.

aprendendo sobre intervalos musicais

Qualificação de Intervalos

Os intervalos são qualificados de acordo com o número de tons e semitons de que são compostos. Uma qualificação básica de intervalos é a seguinte:

Intervalos Justos: 1 ª, 4 ª, 5 ª, 8 ª.

Intervalos maiores ou menores: 2ª, 3ª, 6ª, 7ª. Segue uma pequena tabela com os intervalos simples e sua qualificação:

aprendendo sobre intervalos musicais

Intervalos Justos

aprendendo sobre intervalos musicais

Intervalos Menores

aprendendo sobre intervalos musicais

Intervalos Maiores

aprendendo sobre intervalos musicais

Intervalos Aumentados e Diminutos

Intervalos aumentados são aqueles que têm na sua constituição um semitom a mais que os intervalos justos ou maiores.

Intervalos diminutos são aqueles que têm na sua constituição um semitom a menos que os justos ou menores.

Ainda podemos qualificar alguns intervalos como superdiminutos ou superaumentados. Os superdiminutos são aqueles que têm um semitom a menos que os diminutos; e os superaumentados têm um semitom a mais que os aumentados.

Intervalos Aumentados

aprendendo sobre intervalos musicais

Intervalos Diminutos

aprendendo sobre intervalos musicais

Inversão de Intervalos

Inverter um intervalo consiste em trocar a posição das notas, isto é, transportar a nota inferior do intervalo uma oitava acima, ou a nota superior uma oitava abaixo.
Quando invertemos um intervalo melódico, a seqüência das notas não se altera. Ou seja, a primeira nota do intervalo original continua sendo a primeira nota do intervalo invertido.

Quando da inversão de intervalos ocorre uma mudança na classificação e qualificação dos intervalos. Assim, os intervalos de 2ª tornam-se 7ª, os de 3ª tornam-se 6ª, os de 4ª tornam-se 5ª, os de 5ª tornam-se 4ª, os de 6ª tornam-se 3ª, e os de 7ª tornam-se 2ª. Resumindo, a soma do intervalo original e sua inversão deve ser igual a nove, por exemplo, o intervalo de 2ª e sua inversão 7ª, somados igualam 9.

aprendendo sobre intervalos musicais

A qualificação de cada intervalo na sua inversão muda de:

  • Maior para menor
  • Menor para maior
  • Aumentado para diminuto
  • Diminuto para aumentado

Mas lembre-se que somente os intervalos justos permanecem justos.

Intervalos Compostos

São os intervalos que ultrapassam o limite da oitava, ou oito notas. Podemos entender que um intervalo composto é um intervalo simples acrescido de uma ou mais oitavas.

Para modificar um intervalo simples em composto: acrescenta-se uma ou mais oitavas ao intervalo simples; e para modificar um intervalo composto em simples: subtraem-se as oitavas até chegar-se a um intervalo simples.

A classificação permanece a mesma nos intervalos compostos, com exceção da classificação numérica.

Atenção: no estudo da harmonia tonal consideramos a classificação dos intervalos sempre em relação a um intervalo simples, mesmo que em um determinado acorde esteja grafado um intervalo composto.

Curso de Música em Balneário Camboriú / SC

Se você quer aprender um instrumento em Balneário Camboriú, a melhor opção é o curso da Simili Ensino Musical. As aulas de todos os instrumentos musicais são semanais com duração de 50 minutos cada e você ainda tem livre acesso a participar das aulas de Teoria Musical e de Canto Coral Infantil ou Adulto, além de concertos, masterclass, prática de banda e aulas quinzenais gratuitas de apreciação musical para toda a comunidade.

As salas de aula são desenvolvidas para o melhor aproveitamento do ensino musical, paredes tratadas acusticamente, salas climatizadas, monitoradas por câmeras e com instrumentos novos.

Nosso corpo docente é constituído de professores altamente qualificados e com grande formação musical, entre eles, mestres, doutores e alguns com carreira internacional.

A metodologia de ensino é extremamente eficiente e focada na técnica do instrumento, onde as aulas instrumentais são individuais e as complementares são em grupo visando uma melhor formação.

Faça a sua matrícula ou caso ainda esteja em dúvida, faça uma aula experimental. Curso de música, em Balneário Camboriú, é na Simili Música.

Pré-Inscrição

Faça sua pré-inscrição em um de nossos cursos e entraremos em contato para efetivar a sua matrícula!